Nancy Pelosi, que abriu o processo de impeachment de Trump, já pensava nisso muito antes. Vem saber! – Notas – Glamurama

7

Nancy Pelosi || Créditos: Reprodução

Maior adversária política de Donald Trump nesse momento, a presidente da Câmara dos Representantes dos Estados Unidos Nancy Pelosi – a mesma que, na última terça-feira, autorizou a abertura de um processo de impeachment contra o presidente do país – deu indícios de que estava prestes a fazer e que se tornou a notícia da semana durante um jantar para poucos e bons do qual participou na segunda-feira, e que teve como palco o restaurante do luxuoso hotel St. Regis de Nova York.

Rodeada por gente como a jornalista Tina Brown e o banqueiro Brian Moynihan, CEO do Bank of America, a deputada democrata pela Califórnia comentou que havia tido encontros com vários poderosos nas horas anteriores e que “um anúncio muito importante” estava para ser feito. Também estavam presentes no mesmo jantar as jornalistas Katie Couric e Arianna Huffington, a atriz Kristin Scott Thomas, a âncora da “Fox News” Martha MacCallum e o primeiro-ministro do Paquistão Imran Khan.

Pelosi, de 79 anos, é uma das poucas pessoas que levam Trump a pensar duas vezes antes de fazer qualquer declaração a seu respeito. E apesar de ser membro do Partido Democrata há décadas, a política se entende muito bem com vários republicados que, até onde se sabe, estão do lado do chefe do executivo americano nesse momento em que ele é acusado conluio com um governo estrangeiro a fim de garantir vantagens para si mesmo. (Por Anderson Antunes)

Fonte oficial: Glamurama

​Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Sixth Sense.

Comentários