Nike se inspira na velocidade dos sonhos em nova chuteira – GQ

21

Nike Mercurial Dream Speed (Foto: Divulgação: Nike)

A partir desta segunda-feira (30), a Nike quer colocar alguns dos jogadores mais rápidos do mundo a seus pés. A marca lança no mercado brasileiro a nova série de chuteiras Nike Mercurial Dream Speed, pensada em torno de três velocistas do futebol: Cristiano Ronaldo, Kylian Mbappé e Sam Kerr.

+ Catar otimiza espaço e cria CT’s compartilhados para Copa
+ Lista GQ: 5 podcasts sobre futebol que você precisa conhecer

A primeira chuteira da linha segue uma temática bem própria. Estão presentes no modelo furos e círculos padronizados, marcas registradas, linhas, códigos de cores, régua de escala e outros elementos gráficos que mostram como o design foi elaborado.


Nike Mercurial Dream Speed (Foto: Divulgação: Nike)

A Mercurial Dream Speed conta ainda com um acabamento metálico, passadores de cadarço sutilmente brilhantes e o Swoosh – logo da marca – ampliado na parte supererior num tom desbotado, dando impressão de estar em movimento.

Na lateral do calcanhar, está a numeração 001 brilha com um acabamento cintilante, representando a primeira chuteira da série. A velocidade de 44,7 km/h, registrada na parte interior da chuteira, representa a velocidade dos sonhos para qualquer jogador de futebol.


Nike Mercurial Dream Speed (Foto: Divulgação: Nike)

A Nike Mercurial Dream Speed está disponível a partir desta segunda-feira (30), nas versões de Elite para campo, salão/quadra e society. A linha completa estará disponível a partir de 3 outubro.


Cristiano Ronaldo (Foto: Divulgação: Nike)


Kylian Mbappé (Foto: Divulgação: Nike)


Sam Kerr (Foto: Divulgação: Nike)

Acompanha tudo de GQ? Agora você pode ler as edições e matérias exclusivas no Globo Mais,o app com conteúdo para todos os momentos do seu dia. Baixe agora!

Gostou da nossa matéria? Clique aqui para assinar a nossa newsletter e receba mais conteúdos.

Fonte oficial: GQ

​Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Sixth Sense.

Comentários