“Nunca houve um momento tão bom para quem quer criar”, diz Ricardo Dias, da Ambev – GQ

26

Ricardo Dias, VP de Marketing da Ambev, na 5a edição do Wired Festival Brasil (Foto: Roberto Filho)

Durante talk durante a manhã de sexta-feira (29) na 5ª edição Wired Festival Brasil, Ricardo Dias, VP de marketing da Ambev, abordou temas como audiência, engajamento e o cenário publicitário em um contexto de adblocks e serviços por assinatura que prometem o fim dos anúncios.

+ O que você precisa ver no Wired Festival Brasil 2019
+ Criatividade e inovação são tema de nova etapa dos prêmios Wired Festival CreativeX
+ Lázaro Ramos e time de criativos se reúnem para premiação do Wired Festival Brasil

“O seu maior competidor não é a empresa que está do outro lado da rua, mas aquela que não podemos prever”, disse Dias no primeiro momento da palestra “O poder do entretenimento para publicidade e consumidores”, que aconteceu no Teatro de Câmara, da Cidade das Arte, no Rio de Janeiro. Um exemplo? Em uma entrevista recente, Reed Hastings, CEO da Netflix, disse que sua maior preocupação não são as outras plataformas de streaming, mas sim o game Fortnite.

E para equipes como a de Ricardo Dias, não pára por aí. A economia da atenção é uma teia diversa. Considere o que você tem no celular. Mais de 2 bilhões de mensagens são trocadas pelo WhatsApp, lembra o executivo – uma plataforma que ajudou a decidir uma eleição presidencial, vale salientar.


Ricardo Dias, VP de Marketing da Ambev (Foto: Roberto Filho)

Além disso, Ricardo Dias também falou sobre o atual momento da publicidade – e pontuou uma falta de conexão entre comunicadores e sua audiência. “Metade dos profissionais estão fazendo algo completamente diferente do que vive em seu dia a dia”, disse. Mas cravou: “Nunca na história houve um momento tão bom para quem quer criar, nunca se gastou tanto dinheiro e tempo com conteúdo”.

Influencers, claro, não ficaram de fora do talk: 40% das pessoas confia mais em criadores de conteúdo do que qualquer outro meio de comunicação. E Dias acredita nesse engajamento. “Busque influência, alcance por si só não gera audiência, engajamento, sim”, e acrescenta: “Se você não está pautando cultura, você não está fazendo um bom trabalho”.

Acompanha tudo de GQ? Agora você pode ler as edições e matérias exclusivas no Globo Mais,o app com conteúdo para todos os momentos do seu dia. Baixe agora!

Gostou da nossa matéria? Clique aqui para assinar a nossa newsletter e receba mais conteúdos.

Fonte oficial: GQ

​Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Sixth Sense.

Comentários