O clássico Caju Amigo ganha versão com compota feita em casa – GQ

6

O fruto do cajueiro é a castanha, já o caju é pedúnculo, pseudofruto. É bonito, saboroso e bom de fazer suco. De pele frágil, custa caro para chegar a lugares como a cidade de São Paulo, vindo desde o Ceará, estado onde a árvore é tão popular. Para quem gosta de caju, o Caju Amigo é o drink ideal, criado na década de 70 pelo barman Guilhermino Ribeiro dos Santos, do extinto Pandoro.

O bartender Edson Junior, mais conhecido como Jota, do We Hostel, criou a sua versão do clássico inspirado nas visitas que fazia ao Ceará com a mãe e a irmã. A versão é mais econômica ao utilizar compota de caju – que ele mesmo faz e ensina aqui – como ingrediente. Já a base alcoólica pode ser gim, vodka ou cachaça, como preferir, já que a compota é capaz de ressaltar as diferentes notas de cada destilado. Aprenda a receita do drink e da compota:

Caju Amigo

75 ml de gim, cachaça ou vodka
20 ml de calda de caju (da compota)
1 caju em compota
15 ml de suco de limão tahiti
10 gramas de castanha de caju quebrada
1 tampa do caju natural

Junte o caju da compota, o suco de limão, a calda e esmague tudo muito bem. Complete o copo com gelo, adicione o destilado escolhido e misture bem até ficar homogêneo. Faça uma cama de gelo britado por cima e então decore com a cabeça de caju e a castanha quebrada. Finalize flambando as castanhas e a cabeça do caju.

Receita da compota de caju

500 ml de suco caju concentrado
48 unidades de caju fresco
1 quilo de açúcar demerara
5 unidades de anis estrelado
7 unidades de cravo-da-índia
7 unidades de cardamomo abertos

Coloque todos os ingredientes em uma panela média, mas lembre-se de reservar as “cabeças do caju” para guarnição. Cubra tudo com água mineral a uma altura acima das frutas. Cozinhe em fogo médio até o ponto de pudim, mantendo o caju inteiro.

Fonte oficial: GQ

​Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Sixth Sense.

Comentários