O novo tênis de corrida desejo da Nike acaba de ser lançado mundialmente – GQ

13

A Nike lançou mundialmente nesta quarta-feira (11) o modelo Pegasus Turbo, a aposta da marca em running para o segundo semestre. Se você é sneakerhead deve ter notado a semelhança com o Nike Zoom Vaporfly Elite e o 4%. E você tem razão, ele foi inspirado nesses dois modelos nascidos durante o projeto Breaking 2, em que três maratonistas tentaram bater o recorde das duas horas em uma maratona, usando tênis desenvolvidos pela marca especialmente para que eles conseguissem alcançar a meta. Em 2017, o atleta queniano Eliud Kipchoge, passou perto, ele correu os 42 km e 195 metros em 2 horas e 24 segundos. Não foi um Breaking2, mas serviu para que toda a tecnologia usada no desenvolvimento dos tênis chegasse às lojas.

Nike Pegasus Turbo (Foto: Divulgação)

Como o novo Nike Zoom Pegasus Turbo não foi diferente. Ele foi desenvolvido a partir de feedbacks de corredores de elite e é uma versão mais rápida do tênis mais icônico de corrida da Nike: Pegasus 35. O modelo traz na entressola a já famosa espuma Zoom X ultra responsiva, segunda a marca, a mais responsiva da história da marca, com 85% de retorno de energia. É também a espuma mais leve da Nike, (238g tamanho 42 masculino e 195g feminino tamanho 37 feminino).

Nike Pegasus Turbo (Foto: Divulgação)

A principal diferença quando comparado aos modelos Nike Zoom Vaporfly Elite e 4% é que o Nike Pegasus Turbo não possui a placa de fibra de carbono. Essa foi uma decisão estratégica: a placa aumenta a rigidez do tênis, responsável por proporcionar a sensação de propulsão, que ajuda o corredor a sair do chão mais rápido. Porém, feedback de atletas de elite que já correram (e venceram) maratonas importantes usando estes tênis – incluindo Eliud Kipchoge e Galen Rupp – mencionaram que a placa é o que torna estes outros modelos ideais para dias de prova, só que seria um recurso exagerado em dias de treino. A partir daí surgiu a ideia de usar a ZoomX (a espuma que devolve mais energia do que qualquer outra usada pela Nike) sem o uso da placa, para garantir uma corrida mais confortável para a jornada de treinos que antecedem às provas.

Nike Pegasus Turbo (Foto: Divulgação)

Na prática, funciona mais ou menos assim: os tênis de corrida funcionam como amortecedores de impacto para o nosso corpo. Em um carro, o amortecedor serve para reduzir o “sacolejo” dos movimentos e manter controle quando o automóvel passa por um buraco. Em um caminhão, a energia precisa ser absorvida sob um peso bem maior, e com uma carroceria mais parruda. Já em um carro de corrida, o papel do amortecedor é manter o veículo o mais próximo possível do solo com estabilidade, aumentando a velocidade e o controle sobre a máquina. O importante é ter o amortecedor certo para a necessidade de cada veículo. Assim como os carros, a escolha do tênis deve ser adequada a cada tipo de corrida dentro do ciclo de treinos do atleta

Atletas Nike (Foto: Divulgação)

O Nike Zoom Pegasus Turbo estará disponível exclusivamente para membros de nike.com antecipadamente do dia 19 a 22 de julho. As vendas para o restante do mercado serão abertas a partir de 2 de agosto em nike.com e revendedores selecionados.

Fonte oficial: GQ

​Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Sixth Sense.

Comentários