O top Marlon Teixeira entrega curiosidades sobre sua personalidade e rotina de beleza… – Notas – Glamurama

35

Aos 26 anos, Marlon Teixeira, que começou sua carreira de modelo em 2008, é um dos maiores nomes brasileiros no mundo da moda. Ele está entre os 20 homens mais sexy do mundo no ranking referência do site Models.com e já estrelou campanhas ao lado de estrelas como Gisele, Madonna, Lara Stone e Natalia Vodianova.

Mas o gato catarinense faz a linha low profile. Quando não está nas passarelas ou na frente das câmeras, pode ser encontrado em alguma praia paradisíaca ao redor do mundo, surfando. Atualmente, ele pode ser visto também na campanha do novo perfume masculino Jimmy Choo Man Blue. Glamurama falou com Marlon sobre sua rotina que inclui alguns truques de beleza.

Você tem uma rotina de beleza?
Tenho uma rotina saudável, como aplicar protetor solar dos pés à cabeça, sempre.

Você tem uma dieta especial?
Não, mas tenho uma alimentação equilibrada. O meu dia a dia inclui frutas, grãos integrais, vegetais e muita água.

Qual o seu esporte favorito? Com que frequência você pratica?
Quando eu estou na praia, amo surfar. Também mantenho a forma correndo e praticando yoga.

Como você começou sua carreira? 
Nunca pensei em ser modelo, até que eu conheci um amigo da minha avó em Santa Catarina que insistiu para que eu fosse para São Paulo conhecer sua agência de modelos. Algumas semanas depois aceitei o convite, fui para São Paulo e tudo começou bem rápido.

Você é consumista?
Não sou uma pessoa viciada em comprar, mas amo acessórios. Um tênis maneiro, por exemplo, pode mudar todo o look e o perfume certo pode fazer um homem ser notado.

Fale de sua personalidade…
Sou muito tímido. Quando comecei a trabalhar nesse mercado, tive que aprender a lidar com isso. Também sou emotivo. Não sou de segurar o choro.

Marlon Teixeira para campanha do perfume || Créditos: Zoe-Fidji Schmidmaier

Fonte oficial: Glamurama

​Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Sixth Sense.

Comentários