Para modelos da SPFW, vale até fazer flexões antes de entrar na passarela – GQ

5

Na noite da última terça-feira (23), o estilista Amir Slama apresentou ao público da 46º São Paulo Fashion Week a sua nova coleção de moda praia. O casting não poderia ser diferente: modelos musculosos, com umas tatuagens aqui e ali, pele hidratada e com bastante brilho. Sungas, short e moda casual passaram pela passarela de Slama. Diferente da edição passada, em que o casting contava com Erasmo Viana, Lucas Gil e Jonas Sulzbach, porta-vozes do Mahamudra, desta vez o estilista elegeu meninos mais jovens e caras novas para seu desfile.

+ Maquiagem para homem: aprenda a usar (e os produtos indicados)
+ Você sabia que câncer de pele também pode atingir os lábios?
+ O que elas não querem ver você vestindo? Thayla Ayala, Vivi Orth e Barbara Fialho respondem

Um dos novos rostos foi Nabillah Sedar, da Guiné Bissau (país da África Ocidental que faz fronteira com o Senegal), que fez a sua estréia na SPFW na passarela de Amir Slama. O jovem de apenas 21 veio para o Brasil a fim de estudar arquitetura mas, depois de apenas dois anos, percebeu que tinha o chamado para a carreira de modelo. Apesar de amar a passarela, Sedar tem um sonho: voltar ao seu país e construir uma teatro. “Como estudei dois anos de arquitetura, eu já tenho uma ideia de como montar o teatro. Vai ser um lugar de aprendizado para todos, crianças e adultos, que também pode se transformar em uma casa de show”, contou à GQ Brasil no backstage do desfile. O sonho ainda não tem data para se concretizar, mas Sedar tem pressa. “O mais rápido possível.”

Além de Nabillah Sedar, batemos um papo com alguns modelos para saber como rola a preparação para um dia de desfile de moda praia. A alimentação muda, o treino intensifica, o cuidado a pele é maior?

Os questionamentos sobre o mito de fazer flexões antes de desfilar e acredite: isso rola mesmo! “Uma vez, eu aproveitei a ida ao banheiro para fazer umas flexões. O corpo já tá lá! As vezes dar uma bombeada faz uma diferençazinha, sim”, disse o veterano Lucas Bernardini. Já seu companheiro de passarela Jonathan Bellini, que coleciona mais de 300 mil seguidores no Instagram, pensa diferente. “Não adianta ficar um mês inteiro sem treinar e no último dia se desesperar”, afirmou.

Os corpos exposto de sunga ou short na passarela de Amir Slama requerem um cuidado maior com a pele. Ao conversarmos com os modelos momentos antes de entrarem na passarela, percebemos que, apesar de maquiados para o show, eles se preocupam com a saúde ao invés de passar um corretivo na espinha. “Eu passo bastante protetor solar“, contou o surfista e um dos novos rostos Bruno Facchini, de apenas 20 anos. E Bernardini mantém a atenção no que coloca no prato: “Se você tenta se alimentar bem, já ajuda a pele. Eu coloco a minha atenção nisso”, finalizou.

Fonte oficial: GQ

​Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Sixth Sense.

Comentários