Paternidade está redefinindo a masculinidade, diz estudo – GQ

5

O estereótipo do homem rústico, mandão, sem emoção e imprudente está fadado ao esquecimento. Culpa da paternidade, que fez com que nós sejamos percebidos como calmos, altruístas e atenciosos. Cada vez mais, o “macho alfa” é visto assumindo responsabilidades tradicionalmente definidas como parte do papel materno (confortando uma criança, por exemplo) e sendo menos responsáveis por tarefas tradicionalmente definidas como paternas (como provedor da casa). E um novo estudo feito pela Universidade do Colorado, nos EUA, mostrou isso.

Primeiro, os autores tentaram quantificar as distinções entre estereótipos de homens, pais, mulheres e mães. Eles apresentaram a 308 participantes um conjunto de 145 características positivas e negativas designadas a homens e mulheres (agressivo, artístico, robusto, temperamental, por exemplo). Esses entrevistados tiveram que avaliar o grau em que essas características descreviam o pai, a mulher ou a mãe.

Um grupo separado de 80 participantes classificou o quão positivo e negativo cada característica era em geral. Esses dados permitiram que os pesquisadores criassem um mapa dos tipos de traços que as pessoas acham que são compartilhadas ou exclusivas de pais, homens, mulheres e mães. Como os pesquisadores esperavam, os homens foram julgados como tendo significativamente mais traços negativos do que os outros grupos. Já os pais, eram vistos de modo mais positivo do que os homens e percebidos como mais semelhantes às mulheres e mães.

Em seguida, os pesquisadores tentaram descobrir se destacar o papel social dos homens como pais pode produzir mudanças nas percepções do que os homens são em geral, criando um estereótipo mais positivo. Eles pediram a 146 voluntários que classificassem novamente características dos homens. Mas, antes disso, foram aleatoriamente designados para ler um artigo enfatizando o papel social dos homens como pais ou uma matéria sobre as características dos trabalhadores norte-americanos.

Lembrar sutilmente os participantes sobre o papel social dos homens como pais criou mais impressões positivas sobre os homens em geral? Sim, de fato, o estudo mostrou isso. E o mais interessante é que os homens foram vistos como, por exemplo, mandões e ousados, como no teste anterior, mas também eram igualmente percebidos como capazes de afeto e generosidade.

É possível (e necessário) saber trocar pneus e fraldas.

Fonte oficial: GQ

​Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Sixth Sense.

Comentários