Paul McCartney abre o jogo sobre orgias, masturbação e Kanye West – GQ

15

Com quase 60 anos de carreira, Paul McCartney ainda não contou tudo que viveu à imprensa. Em entrevista à GQ americana, o eterno beatle se permitiu revelar algumas das histórias jamais reveladas, envolvendo deste tabus sexuais às polêmicas mais recentes, como a sua parceria com Kanye West.

Relembrando os Beatles, o velho Macca surpreendeu ao revelar um momento de mastubação coletiva na banda. “Foi assim, eu estava na casa do John e era um grupo pequeno. E em vez de bebermos ou dar uma festa, eu nem sei se íamos passar a noite lá ou algo assim, nós ficamos sentados em cadeiras com as luzes  apagadas. Alguém começou a se masturbar, então todos fizemos o mesmo”, revelou Macca.

De acordo com o músico, os participantes da brincadeira começaram a se empolgar e gritar nomes de musas da época. “Nós ficávamos, tipo, ‘Brigitte Bardot! Whoo!’ E aí todo mundo mandava ver um pouco mais”, contou McCartney. “Até que, acho que foi John quem disse, ‘Winston Churchill!’,”, completou, explicando como a atividade, com gritos horrorizados, teve fim.

Sobre uma lenda do rock que diz que os integrantes dos Beatles viram George Harrison perder a virgindade e ainda o aplaudiram no final do ato, Paul é impreciso. “Eu sei que nós tínhamos uma cama e dois conjuntos de beliches. Se um dos caras trouxesse uma garota, poderia ficar na cama com um cobertor em cima, e você não perceberia nada além do movimento. Eu não sei se vimos George perdendo a virgindade. Pode ser”, contou.

Ainda no campo sexual, McCartney revelou que nunca foi um grande fãs de orgias. “Eu acho que eu nunca fiz. A ideia não me chamava a atenção. Houve uma ocasião em que nós estávamos em Las Vegas e o cara da turnê disse, ‘caras, vocês estão indo para Vegas – querem uma prostituta?’ Respondemos: ‘Sim!’ E eu pedi duas. Eu as recebi e foi uma experiência maravilhosa. Mas isso foi o mais perto que eu já cheguei de uma orgia”, contou.

Mostrando que segue empenhado em sua carreira aos 76 anos, Paul também falou sobre o seu novo álbum, Egypt Station, lançado no último feriado de 7 de setembro. Confirmando os boatos, ele admitiu que Kanye West se ofereceu para produzir o álbum. O ex-beatle recusou a proposta, educadamente. “Eu meio que sabia em que direção eu queria ir. E sabia que seria muito diferente de onde Kanye iria com o álbum”, revelou.

+ Na TV, Kanye West fala sobre bipolaridade, Trump e pornô
+ Fãs de Kanye West desconhecem Paul McCartney

Fonte oficial: GQ

​Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Sixth Sense.

Comentários