Por dentro da loja que oferece objetos antigos “garimpados para gente moderna” – GQ

15

Um garimpo dentro do garimpo. Foi assim que Paloma Danemberg criou a linha de seu ad.studio, em 2017, dentro dos antiquários de seu pai, Arnaldo Danemberg, no Rio de Janeiro e em São Paulo. “Queria dar um uso não óbvio às peças, ressignificar o universo do antiquariato e desmistificar essa cultura para as novas gerações”, diz a ex-jornalista que trabalhava com direito internacional de TV até oito anos atrás, quando recebeu o convite de Arnaldo e de sua mãe, a psicanalista Katia Danemberg, para entrar  no negócio familiar e reformular as áreas administrativas.

Mês passado, Paloma realizou um sonho e abriu o primeiro endereço de seu projeto solo, uma loja pop-up de 350 metros quadrados no Shopping Leblon, onde antes funcionava a Armani. A tradicional loja do Rio, que estava aberta há 25 anos no térreo do Chopin, em Copacabana, fechará as portas ainda este ano, e Arnaldo vai focar mais em São Paulo, onde abriu uma loja em 2015 e tem passado a semana.

antiquário (Foto: divulgação)

Sob o mote “móveis e objetos antigos garimpados para gente moderna”, o novo espaço do ad.studio – um ambiente hipercool que parece uma caixa preta, projetada pelo escritório Ouriço Arquitetura e Design – se divide em cinco corners nos quais é possível encontrar móveis e objetos – especialmente de ofício – que ganharam novas funções (como secadores de ameixa que viraram nichos), instrumentos musicais, uma série de histórias em quadrinhos francesas originais dos anos 1930, cadeiras austríacas (de Thonet e seguidores), e ainda uma ala com equipamentos esportivos do século passado como esquis, trenós, raquetes de tênis e malas de couro – todos com certificado de autenticidade – e diversas garrafas de vinho. Nesse mix amplo, os preços começam na faixa dos R$ 60 para caber no estilo de vida e nos bolsos de consumidores mais jovens.

+ Felipe Hess abre as portas de sua nova casa
+ No Dia Nacional do Fusca, Victor Collor apresenta o seu modelo 72

antiquário (Foto: divulgação)

Paloma também dá destaque para suas parcerias, como a marca Isolda, com quem ela já lançou coleções coassinadas, o artista Antonio Bokel, e Isabela Capeto que agora contará com peças customizadas com suas estampas.

Ao fundo da loja, um gabinete de restauração em constante funcionamento dará o polimento final a cada objeto no momento da compra. “Quero dialogar com gente que, como eu, ama o passado e quer vê-lo no presente, com um novo olhar, representado de uma forma leve e contemporânea.”

Fonte oficial: GQ

​Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Sixth Sense.

Comentários