Por dentro do Burning Man, o ‘festival’ mais louco do mundo – GQ

20

Você pode não saber, mas neste momento uma cidade paralela surgiu no meio do deserto e seus mais de 50 mil habitantes estão prontos para encarar qualquer coisa que aparecer na frente. É o Burning Man, definido como um festival (porque palavra melhor não há) que acontece desde 1986 em Black Rock Desert, no estado americano de Nevada.

Mas o que é o Burning Man de verdade? Pedimos ajuda a quem entende para descobrir. O artista e DJ André Guazzelli, ou simplesmente DRE, já é um veterano no Burning Man e, a caminho de Nevada, nos contou como é participar essa experiência.

GQ: Como é se preparar para o Burning Man?

DRE: O Burning Man é sempre um desafio! Estou indo para o meu quarto ano e sempre com a sensação de estar indo pela primeira vez. Me preparo o ano todo para este momento, pq acaba sendo uma virada de ano pra mim, é um momento de renovação e de encontro comigo mesmo.

O que ele tem de diferente dos outros festivais? É mais fácil ou mais difícil tocar lá?

O Burning Man é uma comunidade que nasce no meio do deserto de Nevada e durante 8 dias é considerada a 4 maior cidade do Estado de Nevada. Quando vamos ao Burning Man pela primeira vez, aprendemos a replicar no nosso dia a dia os 10 princípios básicos que você vive lá, que são:

1 – Auto Expressão Radical: Liberdade para ser você mesmo;
2 – Auto Confiança | Auto Responsabilidade: Você é responsável por você mesmo, mentalmente e fisicamente;                                        
3 – De-comoditização: Esqueça do dinheiro – não tem nada para comprar;
4 – Não Deixe Rastros: Do pó ao pó, deixe apenas pegadas;
5 – Participação: Se envolva. Burning Man é o que fazemos;
6 – Inclusão Radical: Todos são bem vindos;                                                        
7 – Presentear: Oferecemos o nosso tempo e esforço livremente;
8 – Cooperação: Juntos somos mais fortes;
9 – Comunidade: Uma família de indivíduos, nós cuidamos uns dos outros;
10  – Imediatismo: Faça o agora valer / esteja aqui agora.

Burning Man não é um festival ou uma rave, é uma cidade onde tudo acontece você acha desde aulas de Yoga até festas. Cadavez que eu toco é uma experiência diferente, lá eu me sinto em casa.

Como é montar um set para o festival?

Cada vez que vou ao Burning Man volto com um novo conhecimento de música, volto com a minha sensibilidade de artista ainda maior. Montar um set para o Burning Man é sempre algo muito especial.

Que dicas você, como um Burner, pode dar para quem nunca foi e quer ir ao Burning Man?

Vá de coração aberto para conhecer um novo mundo! Vá sem expectativas! Nada do que se lê chega perto do que é viver essa experiência.

Quem quiser acompanhar as aventuras de DRE no Burning Man pode ver nos Stories do nosso perfil no Instagram ou no seu canal na plataforma VEVO.

Fonte Oficial: http://gq.globo.com/Cultura/Musica/noticia/2017/08/por-dentro-do-burning-man-o-festival-mais-louco-do-mundo.html.

​Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Sixth Sense.

Comentários