Prepara o sal de frutas: brasileiro deve consumir mais cerveja em 2019 – GQ

10

Cervejarias encaram o ano com otimismo, aponta o boletim Focus publicado nos finalmente de 2018. O crescimento do setor cervejeiro deve acompanhar o aumento do PIB, aponta o relatório, que deve expandir para 2,53% em 2019, contra 1,3% em 2018. O Sindicato Nacional da Indústria da Cerveja (Sidicerv) reforça a projeção apontando que o volume de vendas da bebida deve aumentar em um dígito médio (algo na casa de 5%). No ano passado, o sindicato registrou alta de um dígito baixo, próximo dos 2%. Informações são do jornal Valor Econômico.

Mais vendas, mais cerveja na mesa de casa e do bar. Resultado de crises existencias coletivas? Ou o simples fato de ter algo gelado na garganta seguindo um ano de recordes de temperaturas ao redor do mundo? Talvez tenha algo a ver com o  crescimento de cervejas artesanais – que resultou em 2018 no primeiro tipo de cerveja made in Brazil?

+ Por que o Rio de Janeiro é a capital brasileira da cerveja
+ 10 cervejas nacionais para você provar no IPA day

Para o Sindicerv, o motivo se relaciona mais diretamente com sinalizações político-econômicas do novo governo. O grupo vê 2019 como um ano de ajustes e melhora moderada da economia, acompanhado de uma possível política de congelamento e simplificação dos tributos. Os dados mais amplos do sindicato, por outro lado, apontam o otimismo ainda cauteloso, num momento em que o governo ainda tem que colocar na ponta do lápis – e à prova de um congresso profundamente renovado – suas medidas factuais. 

Fonte oficial: GQ

​Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Sixth Sense.

Comentários