Receita: talharim com cenoura, vagem, milho e brócolis – GQ

15

Se massa já é algo que combina com a maioria das refeições, uma opção mais leve, sem carne, pode ser ainda mais prática. Por isso aprendemos com o pessoal da Abimapi a fazer esse talharim com legumes, saboroso na medida certa.

Tenta aí em casa e diz como ficou.

+ Massa com molho cremoso de vodka: um clássico que não sai – e nunca sairá – de moda
+ Rigatoni gratinado da Tia Keila, um prato tão simples quanto encantador

Talharim com cenoura, vagem, milho e brócolis

Rendimento: 6 porções

Grau de dificuldade: fácil

Tempo de preparo: 50 minutos

Ingredientes:

– 500 g de talharim, cozido al dente
– queijo parmesão a gosto para gratinar

Para o molho branco:
– 2 colheres das de sopa de manteiga
– 1 colher das de sopa de farinha de trigo
– 1 litro de leite integral
– 1 lata de creme de leite
– 50 g de queijo parmesão ralado fino
– sal, noz-moscada e pimenta a gosto

Para o refogado de legumes
– 50 g de manteiga sem sal
– 4 colheres das de sopa de cebola bem picada
– 600 g de legumes congelados (cenoura, ervilha, milho, vagem e brócolis)
– 1 colher das de café de caldo de legumes em pó
– sal e pimenta a gosto
– 4 colheres das de sopa de cebolinha verde bem cortada

Modo de preparo:

Molho:
Leve ao fogo uma panela com a manteiga e a farinha de trigo. Aos poucos acrescente o leite e misture constantemente até obter um creme ralo.
Desligue o fogo e junte o creme de leite e o queijo parmesão.
Tempere com sal, noz-moscada e pimenta a gosto. Utilize no preparo.

Refogado:
Leve ao fogo a manteiga e refogue a cebola. Junte os legumes congelados, tempere com o caldo de legumes em pó, cebolinha verde, sal e pimenta a gosto.

Opções de montagem:

1 – Misture a massa com o molho e o refogado de legumes.
Polvilhe com queijo ralado a gosto e leve para gratinar.

2 – Misture a massa com um pouco do molho, o refogado de legumes e sirva com queijo ralado.
Sirva o molho restante a parte.

Fonte oficial: GQ

​Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Sixth Sense.

Comentários