Revista Náutica >> Confira as quatro dúvidas mais comuns sobre o sistema de som a bordo

25

Uma boa música torna ainda mais agradável qualquer passeio de barco. Para isso, mais fundamental do que o aparelho de som em si são os alto-falantes que reproduzirão os sons gerados por ele. E isso tem a ver não só com a qualidade dos alto-falantes, mas, também, com a sua correta instalação a bordo. A diferença costuma ser a mesma de assistir a um filme usando apenas o som da tv ou através de um sistema de áudio, como ilustram estas respostas às dúvidas mais comuns sobre este tema.

Há diferenças entre os alto-falantes para carros e para barcos?
Sim, e muita. E o principal diferenciador é o ambiente onde eles atuam. A forte presença da umidade e da água, que chega aos alto-falantes através do ar, dos respingos ou mesmo durante a limpeza do barco (sem falar na salinidade, quando usados no mar), exige materiais diferentes nos alto-falantes de uso náutico. Alto-falantes para barcos devem ter estrutura de plástico, em vez de aço, cones de alumínio anodizado ou de polímeros especiais, e não de fibras, e toda sua fiação deve ser isolada e protegida.

É melhor usar caixas acústicas prontas ou embutir os alto-falantes?
Como as caixas acústicas são projetadas sob medida para os alto-falantes que possuem, costumam ter melhor qualidade sonora. Mas ocupam espaço e interferem na estética do barco. Isso não acontece quando se embutem os alto-falantes, mas essa solução pode afetar a performance sonora, especialmente nos sons mais graves, porque o local da instalação pode limitar a movimentação da parte traseira dos cones dos alto-falantes ou produzir ecos e reverberações indesejáveis.

Como escolher a melhor potência dos alto-falantes?
O mais importante é saber a potência máxima do seu sistema de som. Mas observe que a potência sonora pode ser especificada de várias maneiras, como “de pico” (PMPO) ou “efetiva” (RMS) — e são grandes as diferenças de valores. Exemplo: um aparelho que indica ter potência sonora de 200 W PMPO atinge essa marca apenas por frações de segundo e terá uma potência efetiva de apenas 10 W no padrão RMS. O que conta é garantir que os alto-falantes ou caixas acústicas suportem, ao menos, 20% a mais que a potência máxima do seu sistema de som.

Qual a bitola correta para a fiação dos alto-falantes?
A bitola varia de acordo com a potência e a distância entre o sistema de som e os alto-falantes. Para os barcos, cabos de duas vias, com bitola de 1,5 mm2 e estanhados, são boas escolhas. Para distâncias inferiores a cinco metros, pode-se usar cabos mais finos, de 1 mm2. Um ponto relevante são os conectores, que devem ser banhados a ouro, para resistir bem à corrosão e evitar mau contato.

Fonte Oficial: http://www.nautica.com.br/confira-as-quatro-duvidas-mais-comuns-sobre-o-sistema-de-som-a-bordo/.

​Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Sixth Sense.

Comentários