Richard Branson aposta que a rotina de 40 horas semanais de batente está com os dias contados – Notas – Glamurama

4

Richard Branson || Créditos: Getty Images

Um dos passatempos favoritos de Richard Branson é fazer previsões sobre o futuro, e a última do bilionário-celebridade britânico tem a ver com o mercado de trabalho. No blog que mantém em seu site oficial, o fundador do grupo Virgin escreveu recentemente que acredita no fim do expediente cronometrado das 9h da manhã às 17h, de segunda à sexta, tão comum para milhões de trabalhadores ao redor do mundo.

“A ideia de trabalhar cinco dias por semana com apenas dois dias de folga nos fins de semana e algumas semanas de férias a cada ano tornou-se arraigada na sociedade. Mas esse nem sempre foi o caso e definitivamente não será mais assim muito em breve”, Branson argumentou em seu texto.

Em seguida, ele explicou que a grande novidade que nos aguarda nesse aspecto está ligada ao que muitos chamam de “revolução das máquinas”, e que resultará em funções comuns do dia a dia sendo assumidas por robôs e afins.

“Novidades como carros sem motorista e drones mais avançados estão cada vez mais presentes ao nosso redor, e a tecnologia será usada em mais trabalhos no futuro. Até mesmo os aviões sem piloto serão factíveis e com isso as pessoas terão mais tempo para si mesmas”, completou o bilionário, que há tempos defende mais liberdades no trabalho a fim de melhorar a produtividade. (Por Anderson Antunes)

Fonte oficial: Glamurama

​Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Sixth Sense.

Comentários