Roched Seba é exemplo quando é assunto é cuidado com animais silvestres – GQ

15

Na infância e adolescência, os bichos o interessavam mais do que qualquer outro assunto. Ele comprava passarinhos para soltá-los (o que é negligente, mas compreensível pela meninice) – e consumia tudo sobre o tema. De garoto aficionado pela vida selvagem, passou a homem incomodado com os impactos do tráfico de animais e da situação em que vivem. “Em um país cada vez mais oprimido e opressor, quando defendemos a liberdade de um passarinho, defendemos também a nossa”, diz Roched Seba, idealizador do Instituto Vida Livre, organização não governamental que cria e desenvolve projetos de reabilitação e conservação da fauna silvestre.

+ Paolla Oliveira milita pela causa animal e fãs adoram
+ Birkenstock prova que ser vegano é também sinônimo de estilo
+ Conheça os benefícios que um animal de estimação pode trazer ao seu filho

Roched Seba (Foto: Divulgação)

Em 2014, um encontro com Ney Matogrosso resultou no primeiro grande projeto do IVL, a área de soltura na propriedade do cantor, em Saquarema, na Região dos Lagos. Em 2017, mais duas áreas de soltura no estado. Uma delas é em Guaratiba, de Brenda Valanci, importante empresária da Arte Rio. A outra é o terreno de Bruno Gagliasso, uma das maiores do Brasil, em Paraíba do Sul, na região serrana. “Ele se encantou com a ideia de repovoar a área com animais silvestres”. Mas o trabalho todo é feito na garra, apenas por duas pessoas, ele e a veterinária Danielle Aires. Em setembro, um estande na Arte Rio terá trabalhos de artistas leiloados e revertidos para o Instituto. Ainda este ano, a marca The Paradise lança coleção com roupas estampadas com desenhos de animais assinadas por Roched e renda revertida para a causa. Ajude! @institutovidalivre.

Fonte oficial: GQ

​Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Sixth Sense.

Comentários