Saiba quem é o candidato favorito dos bilionários americanos para substituir Trump na Casa Branca – Notas – Glamurama

11

Pete Buttigieg || Créditos: Reprodução

A julgar pelo número de bilionários que apoiam financeiramente a campanha de Pete Buttigieg à presidência dos Estados Unidos, o jovem político de apenas 37 anos pode ser descrito como o favorito dos membros do clube dos dez dígitos para substituir Donald Trump na Casa Branca a partir de 20 de janeiro de 2021. De acordo com os últimos dados oficiais, Buttigieg recebeu nas últimas semanas doações de 23 integrantes dessa turma de endinheirados para sua empreitada ambiciosa, e nesse quesito se mantém à frente de todos os outros democratas como ele – um feito e tanto, diga-se de passagem, lembrando que Joe Biden (ex-vice-presidente dos EUA) também está na disputa mas só recebeu cheques de 13 bilionários até agora.

E quem desses ricaços prefere ver o atual prefeito de South Bend, no estado americano do Indiana, levando a melhor na disputa com Trump pela reeleição do republicano? David Geffen, Barry Diller e Reed Hastings são alguns dos bilionários que contribuíram para a corrida presidencial de Buttigieg, que é gay assumido e tem na manga uma carta que pouquíssimos outros pretendentes ao cargo de chefe do executivo mais poderoso do mundo têm: ele faz sucesso com os eleitores mais jovens, justamente aqueles que poderão decidir a próxima grande eleição dos EUA.

Apesar de aceitar que bilionários abram a carteira em prol de sua causa, Buttigieg não quer saber de receber outros tipos de favores mais mundanos, como por exemplo dicas de certos fashionistas renomados sobre a forma como deve se vestir em público. E que o diga Tom Ford, que recentemente ofereceu bancar o guarda-roupa de campanha dele e ouviu como resposta um sonoro “NÃO, obrigado”, sob a justificativa de que seus ternos, além de serem caros demais, não são fabricados em terras americanas. (Por Anderson Antunes)

Fonte oficial: Glamurama

​Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Sixth Sense.

Comentários