Senhor Grammy: conheça o CEO da Academia Latina da Gravação, Gabriel Abaroa Jr. – GQ

6

No dia em que são revelados os vencedores do Grammy Latino em Las Vegas, nos EUA, o trabalho de 10 mil voluntários e funcionários está pronto para retornar à estaca zero. Logo que acaba a transmissão na TV, a Academia Latina da Gravação começa a pensar no do ano seguinte. “Um dos desafios é cobrir o vasto território geográfico, tentando fazer com que os membros leiam as regras, cumpram os prazos e procedimentos”, afirma o presidente da Academia, o advogado mexicano Gabriel Abaroa Jr.

+ Timothy Bloom, norte-americano vencedor de dois Grammy Awards, confessa: “Elis Regina é fenomenal”
+ Geração de artistas nascida nas redes mostra o que é a atual música brasileira
+ 5 discos indispensáveis para venerar Aretha Franklin

Primogênito de uma família de talentos musicais e outros profissionais do entretenimento, o irmão mais velho de seis filhos está há quinze anos envolvido com a entrega dos gramofones dourados. Há oito anos como CEO, entre suas funções está a de manter a integridade, a transparência, a operação eficiente e financeiramente sã. Com cerca de 3.500 membros ao redor do globo, no Brasil alguns dos profissionais, além de votar, dão suporte a artistas durante as inscrições.

Sem cantarolar números, Abaroa explica que os participantes brasileiros têm aumentado. “Não conheço um artista que não se beneficie por estar indicado ou por ganhar um Grammy. O prêmio não os ajuda apenas em seu próprio país, mas dá forte apoio e credibilidade no mundo todo”. Das 49 categorias premiadas, oito são as dedicadas às cores verde e amarela.

Gabriel Abaroa  (Foto: Divulgação)

O CEO adjetiva a música brasileira como forte, linda, vibrante, sofisticada, clássica, jovem e fora de série. Um de seus legados está em ajudar os gêneros locais e tentar incentivar seu crescimento para que não morram. “Somos vozes em defesa de ritmos, como a ranchera, vallenato, cumbia, merengue, cueca, samba, flamenco e raiz ou música folclórica. Para cada desafio, encontramos uma oportunidade.

O sucesso está em identificá-los, cercando-nos de pessoas que amam a música e a conhecem, e a solução para o futuro é semear”, arremata. Se a 19ª cerimônia de entrega do Grammy Latino é a vitrine, no resto do ano a Academia tem focado esforços em responsabilidade social. Dia 15 de novembro, direto do MGM Grand Garden Arena, a cerimônia é uma forma de todo o trabalho não passar em branco.

Fonte oficial: GQ

​Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Sixth Sense.

Comentários