Sloppy Joe: o sanduba americano que agrada a toda a família – GQ

11

O sanduba Sloppy Joe (Foto: Andre Lima de Luca)

Com a chegada do Dia das Crianças, no 12 de outubro, procurei por um lanchinho saboroso para a coluna desta semana. Queria uma receita descomplicada, que não levasse horas na cozinha – podendo, eventualmente, ser feita na véspera. Mas o que eu mais busquei foi algo que agradasse a todos na família – independentemente da idade. Depois de uns três dias pensando no prato, lembrei de um sanduíche que não como há anos, o glorioso Sloppy Joe.

+Sanduíche de carne fria fatiada é volta à infância
+Aprenda a fazer um senhor sanduíche de costela e queijo
+Esta maionese de béarnaise vai turbinar qualquer sanduíche


O sanduba Sloppy Joe (Foto: Andre Lima de Luca)

Como inúmeros pratos e sanduíches famosos, existem algumas teorias a respeito da origem e do criador do Sloppy Joe. Tem gente que fala que foi criado em Cuba, no início do século passado; outros afirmam que a origem data da década de 30, nos Estados Unidos, no estado de Iowa. Olha, quem inventou o sanduíche eu não sei dizer ao certo, mas o que posso falar é que o inventor merece um troféu – já que, quando bem feito, é um dos lanches mais viciantes que conheço. De qualquer forma, não consigo pensar em prêmio melhor do que a própria delícia de saborear um belo Sloppy Joe.

Pão de hambúrguer tostado, recheado com carne moída (geralmente bovina, mas existem versões com suína ou de peru, por exemplo) bem úmida (ketchup, molho de tomate ou ambos) e temperada, em versões com ou sem queijo. Como adoro sanduíches com queijo, optei por usar um neutro no nosso Sloppy Joe. Prefiro dispor de queijos mais delicados nesse sanduíche, uma vez que a carne moída já é bastante temperada e a ideia é agradar a todos os paladares. Por conta disso, escolhi muçarela (também gosto bastante de usar minas padrão). Mas fica a seu critério o uso ou não do queijo – e também o tipo, mais intenso ou mais neutro.

Sobre a carne, como todas as cozidas com molho, tenho a impressão de que fica melhor no dia seguinte ao preparo, com os sabores mais acentuados e presentes. Caso a faça no dia anterior, basta aquecê-la pouco antes de servir, em uma panela com um pouquinho de água (o suficiente para manter a carne úmida; mas não excessivamente líquida, como a do molho à bolonhesa). Por fim, não poderia deixar de fazer referência aqui ao tradicionalíssimo Buraco Quente (que adoro), sanduíche cujo recheio foi clara inspiração para o deste Sloppy Joe.

Ingredientes (para 8 a 10 sanduíches):

1 kg de alcatra (ou patinho) moída
100 gramas de bacon (sem o couro) em cubos de 0,5 cm
2 colheres de sopa de óleo de milho, canola ou gergelim
1 colher de sopa, rasa, de alecrim fresco picadinho
1 cebola média (170 gramas) grosseiramente picada
3 dentes de alho grandes (15 gramas), inteiros
1 talo grande de salsão (40 gramas) grosseiramente picado
2 colheres de sopa, rasas, de extrato de tomate
1 vidro de passata de tomates (680 gramas)
3 colheres de sopa de molho inglês
1 colher de sopa de mostarda de Dijon
1 e ½ colher de chá de sal
2/3 de xícara de salsinha picadinha
¼ de xícara de azeitonas verdes picadas em cubinhos bem pequenos
Pimenta-do-reino moída na hora, a gosto (opcional)
Gotas de Tabasco (ou seu molho de pimenta favorito); o uso é opcional
8 a 10 pães de hambúrguer (usei os de brioche, com 50 gramas cada)
8 a 10 fatias de queijo muçarela, com 25/30 gramas cada
Manteiga sem sal em temperatura ambiente (para passar nos pães)


O sanduba Sloppy Joe (Foto: Andre Lima de Luca)

Coloque em um processador de alimentos a cebola, o alho, o salsão e o alecrim picadinho. Processe até ficarem bem triturados. Na falta do utensílio, pique-os na ponta da faca, juntos. Reserve.

Aqueça, sobre fogo médio-alto, duas colheres de sopa de óleo de milho na panela em que for fazer a carne moída. Assim que estiver quente, mas não em demasia, refogue os cubinhos de bacon – mexendo de tempos em tempos, para não grudarem no fundo da panela, até ficarem dourados e crocantes (deve levar 4:30 minutos, aproximadamente). Com o auxílio de uma escumadeira, transfira os cubinhos de bacon fritos para um papel absorvente e reserve.

Refogue os temperos triturados (que haviam sido reservados) na gordura que ficou na panela, ainda sobre fogo médio-alto, com a panela tampada e mexendo algumas vezes, até ficarem levemente dourados – algo próximo a cinco minutos.

Junte o extrato de tomate, mexa e cozinhe por mais um minuto.

Acrescente a carne moída, o sal, a pimenta-do-reino moída na hora, o molho inglês e a mostarda de Dijon. Mexa e “suba” o fogo para alto. Refogue a carne com os temperos por aproximadamente nove minutos – ou até que perca a cor externa avermelhada – mexendo algumas vezes durante esse tempo.

Enquanto a carne refoga, pique o bacon frito bem miudinho, com o auxílio de uma boa faca.

Passados os nove minutos da carne refogando, junte à panela a passata de tomates e o bacon picadinho. Baixe o fogo para o mínimo, tampe a panela – deixando uma fresta de um dedo de espessura entre a tampa e a panela, para parte do vapor sair – e cozinhe até obter uma carne bem úmida, mas sem excesso de molho. Não queremos um ragu; apenas buscamos uma carne bem úmida. (Observação: como cada fogão é único, o tempo pode variar um pouquinho, mas não deve levar mais do que 35 a 40 minutos até que o líquido evapore e reste uma carne moída bem úmida e perfumada; você verá o fundo da panela ao mexê-la, nessa hora). Desligue o fogo e misture as azeitonas verdes picadas miudinhas e bastante salsinha, também bem picadinha. Prove o sal e corrija, se necessário.

Na hora de servir, corte os pães ao meio, passe em todas as metades uma boa camada de manteiga sem sal em temperatura ambiente e as toste na frigideira. Enquanto isso, aqueça o recheio dos sanduíches.

Em uma assadeira, coloque a metade de baixo de cada pão tostado e cubra com uma generosa camada do recheio aquecido. Por cima, disponha uma fatia de muçarela (as cortei ao meio e dispus no formato de uma cruz sobre a carne moída) e leve ao forno (preaquecido a 210C) por 1:30 minuto – ou até que o queijo derreta (nessa temperatura, com o recheio do sanduíche quente, deve ser rápido). Retire a assadeira do forno e sirva os sanduíches, colocando por cima do queijo derretido a outra metade do pão tostado.

Como pensei no sanduíche sendo servido para toda a família, deixei o molho de pimenta para ser colocado à parte.

Divirta-se e até a próxima coluna.

Acompanha tudo de GQ? Agora você pode ler as edições e matérias exclusivas no Globo Mais,o app com conteúdo para todos os momentos do seu dia. Baixe agora!

Gostou da nossa matéria? Clique aqui para assinar a nossa newsletter e receba mais conteúdos.

Fonte oficial: GQ

​Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Sixth Sense.

Comentários