Spotify ganha assinantes, mas sofre com impostos na União Europeia – GQ

4

Mais assinantes, mais músicas e, para o desapontamento dos acionistas, impostos. O gigante de streaming Spotify divulgou no fim da semana passada os resultados referentes ao segundo trimestre com um prejuízo de 394 milhões de euros, praticamente o dobro do que foi registrado no mesmo período do ano anterior. Destes, cerca de 32 milhões de euros foram por causa de impostos cobrados pelo governo da Suécia, país onde fica a sede da empresa.

Além dos impostos, o Spotify também comunicou os efeitos da regulação do uso de dados da União Europeia sobre os seus resultados. Mas isso, segundo Barry McCarthy, teve um impacto menor, de cerca de 1 milhão de euros.

No segundo trimestre, informou a empresa, os destaques positivos foram o crescimento da receita (26%) e o aumento do número de assinantes premium, de 85 milhões para 88 milhões.

Fonte oficial: GQ

​Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Sixth Sense.

Comentários