Testamos o Volvo XC40, carro que quer conquistar o Brasil – GQ

12

O segmento dos SUVs Premium no Brasil vai ganhar um novo e importante concorrente a partir do ano que vem. O Volvo XC40, primeiro utilitário-esportivo compacto da marca sueca, será vendido a partir de abril de 2018 (mas com pré-venda já a partir de janeiro) e desembarca com grandes ambições. Com ele, a empresa quer atingir a liderança entre os SUVs Premium e aumentar em 50% o seu volume de vendas no Brasil.

GQ pegou um vôo até a belíssima Barcelona, na Espanha, para descobrir quais são as armas da novidade para enfrentar o time formado por Audi Q3, BMW X1, Mercedes GLA e Range Rover Evoque.

Design

Novo Volvo XC40 (Foto: Marcio Ishikawa)

Já no primeiro contato com o carro, imediatamente se nota a semelhança com os irmãos mais velhos (e maiores) XC90 e XC60. Deles, o XC40 herdou a silhueta quadradona e robusta, trazendo a grade frontal proeminente, os faróis full LED e a assinatura do “martelo de Thor” nas luzes de iluminação diurna (DRL) – que fazem as vezes também de setas de direção. O departamento de design, no entanto, teve o cuidado de fazer com que os elementos sejam proporcionais ao tamanho do veículo, com um resultado bastante harmonioso. Além disso, já que a embalagem é menor, alguns elementos, como os vincos inferiores nas laterais, foram reforçados para aumentar a sensação de robustez.

Interior

Novo Volvo XC40 (Foto: Marcio Ishikawa)

A proposta da cabine é parecida com a do exterior, com acabamento classudo e o mesmo espírito minimalista – poucos botões, saídas de ar verticais e tela central multimídia. Mas a Volvo fez um interior voltado para o uso diário dos ocupantes, com uma ampla oferta de porta-objetos – com destaque para o compartimento da porta, onde dá para colocar um notebook com folga. Para abrir espaço na porta, eles desenvolveram um subwoofer ventilado a ar, que assim pode ser instalado no painel. Há ainda umas outras boas sacadas: porta cartões do lado esquerdo da coluna, gancho para pendurar bolas ou sacolas na tampa do porta luvas e também no porta-malas, que tem um inteligente sistema modulável.

Conectado

Nenhum dono de XC40 será privado do sistema SENSUS Connect, com tela central de nove polegadas e que concentra as funções de conectividade (a integração com o smartphone pode ser feita através dos sistemas Apple CarPlay e Android Auto), navegação e também os ajustes do veículo. O painel de instrumentos em TFT de 12,3 polegadas e presente em todas as versões, é personalizável – ou seja, você pode escolher o que será exibido e de que forma. A versão que avaliamos nas ruas de Barcelona, ainda, era equipada com o sistema de som da Harman Kardon, com 13 alto-falantes e 600 W – o mesmo que equipará a versão topo de linha.

Cavalaria de respeito

Novo Volvo XC40 (Foto: Marcio Ishikawa)

Todas as versões do XC40 serão equipadas com motor 2.0 turbo, com câmbio automático de oito velocidades. A versão de entrada usa a versão T4, com 190 cavalos e tração dianteira – enquanto a intermediária e a topo de linha, a T5 de 252 cv e tração integral, com distribuição de torque inteligente entre os eixos (dependendo das condições, até 50% do torque pode ser jogado para as rodas de trás, ajudando o motorista a segurar a onda em pisos escorregadios).

Boa pegada

Nosso test-drive foi soft e basicamente urbano, abrangendo alguns pontos interessantes de Barcelona. Mas foi possível perceber o bom funcionamento da suspensão, que deixa o SUV bem pregado ao chão, apesar de seus 1,65 m de altura, além reações ágeis do motor quando se cutuca o pedal direito. De acordo com a Volvo, o XC40 com motor T5 acelera de 0 a 100 km/h em 6,4 segundos. É possível escolher entre quatro modos de condução, adaptando-se ao estilo do motorista ou à situação:
– Eco (voltado para a economia de combustível)
– Comfort (prioriza a suavidade nas reações)
– Dynamic (reações rápidas para conferir a máxima performance)
– Off-Road (obviamente, para o fora-de-estrada)

Segurança

Como é esperado de qualquer carro da Volvo, o XC40 é recheado de equipamentos e sistemas de segurança. Todas as versões recebem:
– City Safety, sistema de frenagem automática que reconhece outros veículos, pedestres, ciclistas e animais
– Assistente de manutenção de faixa
– Sistema de alerta e de proteção contra saída da estrada
– Sistema de controle de tração e estabilidade
– Assistente de partida em aclives e declives (além de um sistema dedicado para descidas íngremes)

Direção semi-autônoma

Ele será o veículo com habilidades semi-autônomas mais barato do mercado nacional. A versão top de linha R-Design será equipada com o Pilot Asssist, que mantém o veículo na faixa de rolamento e controla a velocidade determinada em relação ao veículo da frente, acelerando e freando). Mas você ainda não pode ficar sem as mãos no volante, pois o sistema pede algum tipo de reação a cada 15 segundos – e também porque se isso acontecer você pode ficar no prejuízo com uma bela multa e pontos na carteira.

Novo Volvo XC40 (Foto: Marcio Ishikawa)

Preços, versões e equipamentos

XC40 T4, 190 cv, tração dianteira: R$ 169.950
– Rodas de 18”
– Opção de teto na cor branca
– Som de 80W
– Apple CarPlay e Android Auto
– 3 conexões USB, sistema bluetooth e comandos por voz
– Volvo on Call
– Faróis full LED
– Ar-condicionado digital
– Banco do motorista elétrico com memória
– Piloto automático
– Sensor de chuva
– Sensor de estacionamento traseiro

XC40 T5 Momentum, 252 cv, tração AWD: R$ 189.950
Além dos equipamentos da T4, ela acrescenta:
– Rodas de 19”
– Som de 250 W
– Carregamento de smartphone sem fio
– Ar-condicionado digital dual zone
– Abertura de portas sem chave
– Ajustes do modo de condução
– Câmera traseira de estacionamento
– Retrovisores anti-ofuscantes

XC40 T5 R-Design, 252 cv, tração AWD: R$ 209.950
Além dos equipamentos da T5 Momentum, ela acrescenta:
– Rodas de 20”
– Opção de teto na cor preta
– Saídas de escape integradas ao para-choque
– Som Harman Kardon de 600 W
– Sistema de navegação PRO
– Sistema de leitura de placas
– Teto panorâmico elétrico
– Banco do passageiro elétrico
– Troca de marcha no volante
– Abertura do porta-malas por gesto
– Controle de cruzeiro adaptativo
– Sistema Pilot Assist
– Sensores de estacionamento dianteiro

Fonte Oficial: GQ.

​Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Sixth Sense.

Comentários