“The Performers” apresenta Ghali: o astro do rap italiano que fala de amor e união – GQ

9

Armas, violência irresponsável, abuso doméstico, drogas, dinheiro, misoginia, guerra de gangues. É fácil e conveniente colocar todo o gênero rap dentro de uma caixa pequena e quadrada e simplesmente bani-lo, do alto de uma arrogância moral. Embora esses clichês de fato existam, basta conversar com qualquer pessoa que tenha um amor genuíno pela cultura hip hop para escutar sobre lirismo e destreza verbal, em um movimento transformador e, principalmente, inspirador. Mas o rapper italiano Ghali Amdouni vai ainda além. Aos 26 anos, ele representa mais do que a soma de suas canções de sucesso. Ghali é visto hoje como o primeiro ícone socialmente iluminado do gênero – basta observar o mundo de onde ele veio e sua jornada, que não é nada menos do que milagrosa. “Se você conhecesse minha história, seria difícil ter esperança”, conta.

Gucci (Foto: Divulgação)

Gucci (Foto: Divulgação)

Filho de imigrantes tunisianos, o cantor foi criado por sua mãe. Seu pai desapareceu e, depois, foi preso. Doenças e preocupações financeiras marcaram o início da vida de Ghali, época em que ele e sua mãe chegaram a morar na rua, dormindo em tapetes e cozinhando em fogões de acampamentos. Apesar de todas as dificuldades, sua mãe buscou despertar nele o desejo de se destacar e marcar sua presença no mundo através da criatividade.

“A escola foi muito importante para mim. Foi lá que eu entendi que poderia fazer algo com arte. Minha professora me incentivou a continuar escrevendo; e aprendi que poderia travar minhas batalhas sociais através da música, com palavras e letras ao invés de violência física. Comecei fazendo histórias para tarefas de casa e agora eu escrevo músicas de sucesso na Itália”, conta.

Gucci (Foto: Divulgação)

Gucci (Foto: Divulgação)

Gucci (Foto: Divulgação)

Gucci (Foto: Divulgação)

Rapidamente Ghali vem se tornando um ícone do despertar rap, com mensagem e postura diferentes daquelas tradicionais das estrelas de rap. Seu slogan não oficial é “T.V.B”, que vem da expressão “ti voglio bene”, que significa algo como “eu te amo”. Mais um mantra que um jingle, seu slogan une sua música tanto para sua própria consciência, quanto para seus fãs. “É engraçado que enquanto no inglês há apenas uma maneira de dizer ‘eu te amo’, em italiano temos várias, para situações diferentes”, explica. “Você pode dizer ‘ti amo’ para sua namorada ou para sua mãe, por exemplo, mas para seu amigo ou colega de classe você diz ‘ti voglio bene’, que significa ‘Eu quero seu bem’”, continua.

Essa mensagem de inclusão e união, de companheirismo e amor se reflete em sua estética e em seu estilo único. Ghali é uma paleta cheia de cores vivas e uma flexibilidade com ares de verão.”Tive que comprar uma casa nova para caber meu guarda-roupa,” brinca. Vale também dar uma olhada no feed de seu perfil do Instagram, em que emoji do arco-íris é muito presente. “Acho que qualquer tipo de música pode unir as pessoas. Se a música é boa, às vezes você pode criar uma comunidade. Não uma multidão, mas uma comunidade, que espera por você três dias antes de sua apresentação fora de um estádio”, reflete.

Gucci (Foto: Divulgação)

Gucci (Foto: Divulgação)

O fato de Ghali ser filho de imigrantes muçulmanos que falam o árabe – e uma pessoa que já teve sucesso em um país que tem problemas profundos com a identidade nacional e a xenofobia – não está perdido nele.  “Acho que a música pode ser uma arma, mas de um jeito bom”, diz. Às vezes você não consegue escapar disso, você tem a responsabilidade e deve enfrentá-la”.  Embora o rapper desvie qualquer questão direta sobre política ou religião, sua mensagem está lá, camuflada, em suas letras…

“When they tell me, ‘Go back home!’/ I reply, ‘I am already here.’” (Quando eles me dizem, ‘Volte para casa!’ / Eu respondo: ‘Já estou aqui.’).

Gucci (Foto: Divulgação)

Gucci (Foto: Divulgação)

Gucci (Foto: Divulgação)

Gucci (Foto: Divulgação)

Que Ghali continue crescendo. Não podemos deixar de pensar no que o mundo poderia fazer com mais cantores que pensam como ele.

Visite o perfil e siga @ghali no instagram. Aproveite e conheça também a coleção Ready-to-wear da Gucci 2019.

Gostou da nossa matéria? Clique aqui para assinar a nossa newsletter e receba mais conteúdos.

Fonte oficial: GQ

​Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Sixth Sense.

Comentários