Treinar a noite ou de manhã: o que é melhor? – GQ

3

“Tá pago!”. Essa é a frase que mais vemos e ouvimos nas redes sociais quando uma pessoa termina o treino do dia, seja de manhã ou a noite. Mas será que o período escolhido para se exercitar pode afetar o seu corpo (ou até o sono)? A educadora física Carolina Santos, da academia Bio Ritmo, conversou com a GQ e tirou todas as dúvidas que você, talvez, tenha. Confira o bate-papo abaixo:

Existe diferença para o corpo entre treinar de manhã e à noite?
Existe sim, mas em relação ao metabolismo. De manhã é um treino pós sono, então a  diferença pesa em relação aos nutrientes pois você está com índice glicêmico baixo. O mais importante é que a pessoa se sinta confortável.

É sempre importante pensar em nutrientes. Pra quem vai treinar de manhã, dormiu umas 8 horas seguidas e acordou em jejum com a  glicemia baixa, é bom consumir alimentos que lhe dê um bom estoque de energia para iniciar o treino. Carboidrato é indicado, mas deve ser bem selecionado. Pode ser um pão ou tapioca. E pensando numa pessoa que vai treinar musculação, proteína é essencial, se não durante o treino é consumido a proteína do próprio músculo. Em suma, carbo é ideal para a manhã + uma proteína (leite, queijo, ovo).

Para noite é a mesma fórmula. Uma refeição pré-treino é aquela que tenha um carbo pra te dar energia e que nao seja pesado demais. Pode ser uma batata doce, uma tapioca ou um lanche com pão +  uma proteína para o corpo ter energia. Dependendo da atividade da pra usar a gordura como fonte de energia. Pra quem quer emagrecer, precisa estar nutrido.

Treinar em jejum é bom em algum dos períodos?
Agora está super na moda treinar em jejum. Tem gente que defende isso e outros são contra. No meu ponto de vista, é mais comum treinar em jejum pela manhã, mas é arriscado. A série de exercícios deve ser acompanhada por um profissional pois você vai chegar na academia depois de um jejum noturno de muitas horas. É sempre bom ter o acompanhamento do nutricionista para que a refeição da noite seja suficiente para aguentar o treino da manhã (em jejum). Uma pessoa com alguns anos de treino é mais propícia a aguentar do que um iniciante. Lembrando: em qualquer uma das ocasiões é indicado ter uma dieta feita pelo nutricionista e o educador físico do lado durante a sessão para avaliar a intensidade do exercício e previna possíveis imprevistos com a saúde.

O que é melhor pra quem quer perder peso, treinar a noite ou de manhã?
O primeiro fator é que a pessoa esteja cada vez mais disposta. Se a gente for pensar numa rotina corrida de de trabalho durante o dia, o cansaço mental e metabólico pode interferir no desempenho.

E ganhar massa?
Para ganho de massa o ideal é que a pessoa tenha uma boa alimentação. Se você tem uma alimentação calórica, treino noturno é o mais ideal por conta do pré-treino ter que ser mais ‘pesado’, como falamos acima.

Algum dos períodos de treino afeta o sono?
Depende do horário que a pessoa vá treinar ou da atividade feita. O exercício pode provocar um estopim de adrenalina, o que resulta em uma agitação e, consequentemente, a perda do sono. O corpo precisa de um tempo para poder relaxar e deixar a adrenalina ir embora. Se deitar eletrico, o sono será conturbado.

Fonte oficial: GQ

​Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Sixth Sense.

Comentários