Três novos bares em SP para tomar um bom drink – GQ

44

Sylvester
Após 16 anos chacoalhando as coqueteleiras dos bares Astor e SubAstor, o barman Rogério Wellington – ele estava na casa desde a abertura, em 2009, e era braço-direito do bartender Fabio la Pietra –, conhecido como Frajola, realizou o sonho do bar próprio. Aberto desde
1º de julho, o Sylvester faz referência ao nome original do personagem de desenho animado que rendeu o apelido a Rogério. A especialidade da casa, em Pinheiros, são os coquetéis clássicos, como o dry martini e o moscow mule (R$ 25,90 cada um). Mas o menu também traz drinques autorais (R$ 26,90 cada um), como o Twity (vodca, purê de cenoura, xarope de mel, suco de limão e folhas de hortelã) e o Sylvester (rum, limão-taiti, limão-siciliano, xarope de castanha com bitter de chocolate e espuma de gengibre com jasmim).

Gim tônica com infusão de romã do Forfé (Foto: Kato)

Forfé
Primeiro, as credenciais: a coquetelaria é de Márcio Silva, do Guilhotina (na lista dos 100 melhores bares do mundo), e o salão e a cozinha estão sob comando de Renato Calixto, do Factório (ex-Nino e Peppino). O Forfé (gíria para bagunça), aberto em 5 de julho no Itaim Bibi, tem decoração despretenciosa, com mesas altas e bancos fazendo par com sofá de couro na parede.  Experimente o “Romã”, versão de gim tônica com infusão de romã, de sabor frutado (R$ 27), e o “cachaça com agrião” , bebida de cachaça com agrião batido com mel e limão (R$ 27).

Ginteria (Foto: Divulgação)

Ginteria
O novo bar do Itaim Bibi é dedicado ao gim e tem um arsenal de 21 rótulos do destilado aromatizado de zimbro e outros botânicos. Aberta no dia 10 de julho, a casa fica no mesmo imóvel que abrigou o extinto bar Figa. Por trás do negócio está o grupo Five Capital, que se dedica a empreendimentos gastronômicos como o restaurante variado Nattu e o bar Seu Bibi. Montada com a consultoria de Fabio la Pietra, do SubAstor, a carta de drinks, executada pelo bartender Alex Azarias (ex-Trabuca), tem clássicos de gim como o red snaper (um bloody mary feito com o destilado) e negroni (gim, Campari e vermute tinto) – R$ 36 cada.  

Fonte oficial: GQ

​Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Sixth Sense.

Comentários