uma herança de R$ 273 milhões – Notas – Glamurama

11

A rainha Elizabeth II || Créditos: Reprodução

Até hoje ninguém conseguiu estimar o verdadeiro tamanho da fortuna da família real britânica, que dependendo daqueles que tentaram pode variar entre centenas de milhões de libras esterlinas até dezenas de bilhões das notas que têm o rosto da rainha Elizabeth II estampado na frente. Só a monarca, por exemplo, teria um patrimônio de pelo menos £ 500 milhões (R$ 2,73 bilhões), entre imóveis, obras de arte e investimentos que começaram a ser feitos muitas gerações antes de seu nascimento, e aí não incluídas as Joias da Coroa ou algumas residências oficiais da monarquia, claro, que em ambos os casos estão sob a custódia da chefe da Casa Real de Windsor porém não lhe pertencem.

De qualquer forma, o ponto é que a rainha é riquíssima, e é justamente por isso que chama atenção o fato de que a mãe do príncipe Charles é uma das principais beneficiárias do testamento deixado pelo vice-almirante do Reino Unido Donald Gosling, que desde 1976 carregava o distinto título de “Sir”. Morto em setembro, aos 90 anos, Gosling, que vinha de uma família de muitas posses e também tinha uma rede de estacionamentos espalhados pela Inglaterra, deixou nada menos que £ 50 milhões (R$ 273 milhões) para Elizabeth II, e instruiu no documento sobre suas últimas vontades que ela deve usar o dinheiro exclusivamente para comprar um iate.

O príncipe Philip, marido da rainha, e a monarca com Donald Gosling || Créditos: Reprodução

Amigo dela e da família real, Gosling nunca superou o fato de que o mega-iate “HMY Britannia” foi aposentado dos mares a mando do governo de Tony Blair, em 1997, e sob a justificativa de corte de despesas – uma “humilhação”, pensava ele. Foi a bordo do Britannia que Elizabeth II viajou para muitos dos 191 países em que esteve até hoje, principalmente durante seus primeiros anos no trono, e por isso acabou criando uma relação de afeto com a embarcação e chegou a derrubar algumas lágrimas no dia em que esta foi oficialmente descomissionada, sendo essa a única vez que Sua Majestade chorou em público em seus 67 anos de reinado.

Conservador de carteirinha e crítico do trabalhista Blair, Gosling chegou a fazer uma campanha na época para convencer alguns ricaços britânicos a juntar dinheiro a fim de comprar um novo iate para a soberana, mas nunca teve sucesso. Só lhe restou oferecer seu próprio iate, o “Leander”, para que Elizabeth II e sua família o usassem quando quisessem, mas nem a rainha e nem os parentes dela jamais se interessaram. Tampouco se sabe se a “royal” vai aceitar os £ 50 milhões (R$ 273 milhões) que acaba de receber como presente de Natal antecipado, uma vez que se trata de uma situação inusitada e bem delicada que o Palácio de Buckingham já trabalha para resolver. (Por Anderson Antunes)

Hoje ancorado permanentemente em Edimburgo, na Escócia, o “Britannia” virou um museu || Créditos: Reprodução

Fonte oficial: Glamurama

​Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Sixth Sense.

Comentários