Vivendo uma VJ em ‘Verão90’, Barbara França não descarta virar apresentadora – GQ

15

Barbara França está se divertindo como Nicole, a VJ de Verão 90, novela das sete da TV Globo. Resgatando memórias da infância, a atriz está podendo exercitar tudo o que aprendeu no curso de Jornalismo na Facha (Faculdades Hélio Alonso), que destrancou neste ano.

“Justo agora, que eu destranquei o curso, surgiu a novela. Foi uma grande coincidência. Esse ano eu termino a faculdade e me torno colega de vocês. Se eu precisar de um estágio, vocês me dão?”, brincou a atriz em entrevista para a GQ. A mineira de 26 anos, aliás, não descarta seguir carreira como comunicadora.

“Eu já sou uma pessoa bastante comunicativa e eu adoro o entretenimento. Então é uma outra vertente minha que eu tenho, sim, vontade de explorar muito mais”, afirmou a atriz, que também falou sobre os desafios e rótulos da profissão. “Em alguns momentos, eu tive que demonstrar para as pessoas que eu tinha mais do que um rostinho bonito”, revelou.

Confira abaixo:

+ Talita Younan quer voltar a ser “molecão” após “O Tempo Não Para”
+ Carol Macedo e a arte de criar personagens

GQ: Barbara, basta dar uma busca rápida sobre a Nicole, seu personagem em Verão 90, para reparar que os fãs estão preocupados com o futuro da apresentadora da POPTV. Você vai morrer?

Então, não posso adiantar (risos). Mas ela vai se envolver numa situação bem inusitada. Acho que é natural vindo dela. Ela é uma bombinha prestes a explodir. Uma pessoa doida, mas uma doidinha do bem. Não é uma pessoa de meio termos, né? Mas, realmente, não posso contar o que vai acontecer (risos).

GQ: Mas podemos dizer que você continua na novela, de alguma forma?

Sim, continuo!

GQ: Sobre Verão 90, toda a caracterização das personagens na novela tem sido muito bem feita e elogiada – principalmente a vinheta de abertura. Quais são as suas lembranças dessa época?

Como eu nasci em 1992, eu era muito pequena. Porém, acho que para a minha geração toda, a parte musical marcou muito. Eram os Backstreet Boys, as Spice Girls. Aliás, a gente pegou muitas referências das Spice Girls para criar as personagens. Você se lembra daqueles coquinhos para cima? Você vê bastante na novela. Nos anos 90, eu lembro mais dessa parte musical.

 (Foto:  )

GQ: Você interpreta uma VJ e estuda jornalismo. Isso te ajudou?

Muito. Foi muito útil para viver a Nicole, entender como é a vida de uma apresentadora. Na verdade, eu tive que dar uma trancadinha na faculdade por causa de Malhação e Tempo de Amar por dois anos. Justo agora, que eu destranquei o curso, surgiu a novela. Foi uma grande coincidência. Esse ano eu termino a faculdade e me torno colega de vocês. Se eu precisar de um estágio, vocês me dão? (risos).

GQ: Ah, você tem realamente o sonho de trabalhar em comunicação, ser uma apresentadora?

Olha, eu descobri que eu gosto muito da área. A pouca experiência que eu tive como repórter do Vídeo Show, que infelizmente acabou, foi enriquecedora. Eles me chamaram para fazer várias matérias e entrevistar pessoas e foi lindo. Acho que foi esse trabalho como repórter que me fez ter mais vontade para terminar a faculdade. Eu já sou uma pessoa bastante comunicativa e eu adoro essa coisa de entretenimento. Então é uma outra vertente minha que eu tenho, sim, vontade de explorar muito mais. Ainda mais agora depois da Nicole.

GQ: E que tipo de programa você apresentaria?

Pode ser viagens, posso falar sobre música. Eu também adoro o jornalismo esportivo, já que eu pratiquei muitos esportes em toda a minha vida… É uma área que eu quero conhecer melhor.

GQ: Mudando o assunto para estética. Em entrevista recente para a Quem, você disse que fez dieta pela primeira vez na vida para a interpretar a Nicole. Como foi isso?

Eu estava quase cinco quilos acima do meu peso, quando soube que iria fazer a novela. Como a novela é super verão, como o próprio nome já diz, com muita praia, Rio de Janeiro, eu soube que precisaria dar uma atenção especial para o físico. Ainda mais quando soube que a personagem usaria muita barriga de fora, biquíni, calcinha, sutiã… Eu pensei “nossa senhora, preciso correr atrás do prejuízo!”. E precisei emagrecer os cinco quilos em dois meses. Perdi todo o carboidrato, que é a minha parte favorita do cardápio. Tive que cortar o meu pãozinho de queijo… Mas não tinha jeito.

GQ: Como você lida com esse tipo de exigência da profissão? Se fosse o contrário e você precisassse engordar 5 kg, como seria para você?

No meu ponto de vista, o corpo do ator é um instrumento de trabalho. Para mim, a gente precisa se desapegar do ego. Se eu recebesse uma proposta para engordar 10 kg ou raspar o cabelo, eu super aceitaria. Claro, eu procuraria engordar com orientação médica, mas embarcaria na aventura numa boa.

 (Foto:  )

GQ: Por falar em ego, em algumas entrevistas, você chegou a dizer que sofreu preconceito por ser bonita.

Não é bem preconceito. Mas há um pré-julgamento. Em alguns momentos, eu tive que demonstrar para as pessoas que eu tinha mais do que um rostinho bonito. Eu batalho na profissão desde os 13 anos de idade. Fiz muitos cursos de atuação, workshops, faço faculdade. Então não é só a casca. Eu tenho conteúdo. Mas nunca passei por nenhuma situação tão chata.

GQ: Você sente que se esforçou mais para provar o seu valor?

Desde o momento que decidi seguir a profissão, eu sabia que seria difícil. Eu não tinha ninguém que me ajudasse. Meu primeiro trabalho foi com Linha Direta (antigo programa policial do horário nobre da TV Globo), aos 13 anos. Só agora, aos 26 anos, eu estou colhendo os frutos. Foi muito difícil até chegar aqui e sei que ainda tenho muita batalha pela frente. Vou tentar sempre me superar.

GQ: E o que você pretende fazer nos próximos anos?

Pretendo seguir estudando. Quero terminar a minha faculdade e fazer um curso lá fora, de teatro ou estudar cinema. E me formar na Globo e no teatro.

Fonte oficial: GQ

​Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Sixth Sense.

Comentários