Wilbert Das, ex-executivo da Diesel, reinventa sua carreira ao fundar usina de criação estética em Trancoso – Poder – Glamurama

8

Ex-executivo da Diesel, o holandês Wilbert Das reinventou sua carreira ao fundar o Uxua, de Trancoso, inicialmente um hotel, hoje uma usina de criação estética || Créditos: Reprodução

Ex-executivo da Diesel, o holandês Wilbert Das reinventou sua carreira ao fundar o Uxua, de Trancoso, inicialmente um hotel, hoje uma usina de criação estética

Por Aline Vessoni para revista PODER

O holandês Wilbert Das estava no auge de sua carreira como diretor criativo da grife italiana Diesel, mas ser um sobrenome do mundo da moda para ele não dizia muito. “Tinha 20 anos na Diesel e sabia que queria diminuir meu ritmo de trabalho, aquela velocidade já não fazia muito sentido para mim.” Logo depois de renovar seu contrato com a maison, deu-se férias e veio parar em Trancoso, na Bahia. Ele já tinha visitado o Brasil, conhecia Brasília, Manaus, Foz e o litoral cearense, mas não exatamente o axé. E o Quadrado estava cheio de axé. “Pensei em montar um estúdio de design e me dividir entre Trancoso e a Itália.” Veio o estúdio, depois um hotel-butique, o Uxua, e uma usina de ideias estéticas que se traduzem por uma produção de mobiliário e de acessórios como óculos e bolsas. Para tocar as empresas, Das trouxe da Diesel seu braço direito, Bob Shevlin.

O Uxua ocupa 11 casas, todas elas com cozinha, suítes e jardim privativo. O “plus” é justamente o serviço de hotel, uma ideia inovadora para Trancoso quando de seu lançamento, que acabou “virando trend”, segundo o holandês. Celebridades mundiais, como Anderson Cooper, âncora da CNN, hoje também proprietário de uma casa na vila pensada por Das, ajudaram no boca a boca. Estrangeiros, aliás, têm feito fila: um grupo de belgas encomendou projetos para Das que já ganharam destaque na revista do jornal The New York Times. Em Trancoso, Das e Shevlin tiveram de aprender os segredos da hospitalidade de luxo. Das já havia participado da construção de um hotel em Miami, mas de butava nesse métier. “Decidi me jogar completamente nessa nova aventura.”

É o mesmo espírito do Uxua que a dupla está levando para Jalisco, no México, num projeto hoteleiro que tem a participação do ator Richard Gere. O mote é que hóspedes e locais convivam da maneira mais harmoniosa possível. “A ideia é ser inclusivo. Quase tudo no mercado de luxo é o que chamam de ‘exclusivo’, mas a coisa mais incrível que se leva de uma viagem é a experiência.” Claro está o que Das entende por experiência: o encontro harmonioso entre forasteiros e moradores. “É o conceito que nos levou a construir o hotel bem no Quadrado de Trancoso: ter a chance de falar com os vizinhos, ver as coisas que eles veem. É o que queremos no México.”

AULAS DE INGLÊS
Um dos nortes do Uxua é a sustentabilidade. Ambiental, econômica e sobretudo social. Em uma comunidade bastante desassistida como Trancoso, o Uxua cuida diligentemente de seus funcionários. Oferece aulas de inglês para todos que quiserem e banca 50% do curso superior para nove deles. Uma das metas para 2020, segundo Das, é ter 20 colaboradores na universidade. “Primeiro ponto é cuidar de nossas pessoas”, diz. Mas também é mandatório no Uxua preservar o verde, até para gerar conforto térmico. Das e sua equipe também se utilizam, sempre que possível, de materiais e móveis antigos, que restauram. Além disso, o hotel conta com aquecimento solar e o consumo de plástico foi praticamente abolido.

A hospitalidade ganhou, mas Das e Shevlin não abandonaram completamente as raízes, já que o estúdio de design, aquele do começo de tudo, segue a todo vapor, criando acessórios de muito apuro estético.